Categorias
Cuidado Nasal

A importância da hidratação nasal diária

O corpo humano possui um mecanismo de defesa eficiente, que trabalha arduamente evitando que agentes invasores tenham contato com suas estruturas, protegendo todo o organismo. E da mesma forma acontece com o sistema respiratório, quando alergias ou infecções se instalam, o processo inflamatório tem seu início. Como defesa, os vasos sanguíneos do nariz se dilatam e aumentam sua permeabilidade, causando a obstrução nasal e iniciando a produção da secreção mais conhecida como coriza.

Além de incômodos, esses simples sintomas também podem ser os primeiros indícios de Infecções das Vias Aéreas Superiores (IVAS). As IVAS incluem a gripe comum, rinofaringites (infecções de nariz e garganta), otites (infecções dos ouvidos), rinossinusites (do nariz e dos seios nasais) e as faringoamigdalites (infecções da garganta e das amigdalas).

Play Video

Presentes ao longo da vida da maioria das pessoas, as IVAS costumam ser passageiras, quando diagnosticadas e é imprescindível seguir as orientações e cuidados especificados pelo médico. Algumas atitudes simples podem ajudar na prevenção contra as IVAS, como realizar a lavagem nasal diariamente, incluindo-a em sua rotina, a higienização nasal realizada corretamente bloqueia o desenvolvimento de vírus e bactérias, além de descongestionar o nariz e aliviar os sintomas de gripes e resfriados.

“A limpeza correta das narinas deve ser feita diariamente, já que a ação hidrata a mucosa nasal e ajuda na eliminação de impurezas e outros eventuais agentes que podem estar aderidos na mucosa nasal. Além de descongestionar o nariz e aliviar os sintomas de gripes e resfriados, a higienização nasal previne infecções das vias aéreas e reduz a carga viral de pacientes infectados por vírus, reduzindo assim a possibilidade de contaminação de pessoas próximas” explica a Dra. Tatiana Abdo CRM 101.585, otorrinolaringologista.

Ainda segunda a especialista, para que a escolha do higienizador nasal seja assertiva, tanto para adultos quanto para crianças, é recomendada a opção que tenha controle da pressão e volume do jato, além de um bico que respeite a cavidade nasal, se adaptando a qualquer paciente.

Aprenda agora, em três passos, a fazer sua limpeza nasal:

Passo 1
Lave as mãos.
1
Passo 2
Incline a cabeça para trás e aponte a solução nasal para a lateral e não o septo do nariz. Espirre a solução nasal duas vezes para que o jato elimine as impurezas presas nas paredes nasais.
2
Passo 3
Repita a higienização diariamente, quantas vezes julgar necessária.
3

E lembre-se: todo tratamento de doenças respiratórias deve sempre ser indicado por profissionais da saúde.

Referências bibliográficas

Ramalingam S, et al. A pilot, open labelled, randomised controlled trial of hypertonic saline nasal irrigation and gargling for the common cold. Sci Rep. 2019;9(1):1015.

Head K, et al. Saline irrigation for allergic rhinitis. Cochrane Database Syst Rev. 2018;6(6):CD012597.

King D, et al. Saline nasal irrigation for acute upper respiratory tract infections. Cochrane Database Syst Rev. 2015;(4):CD006821. 

Compartilhe:
Categorias
Cuidado Nasal

Você sabe o que é rinorreia?

O nome é desconhecido, mas a condição é comum no nosso nariz. A rinorreia é um corrimento nasal excessivo resultado de alergias, infecções, inflamações, que pode surgir em qualquer idade, mas durante a infância causa maior incomodo, já que a criança não consegue lidar com o excesso de muco na cavidade nasal, e muitas vezes tem a respiração prejudicada. De acordo com a pediatra Denise Katz (CRM 63548-SP), a secreção pode ocorrer por conta de rinites ou resfriados ou em situações mais graves como gripes, sinusites e otites. Para minimizar o sintoma, a pediatra selecionou 3 dicas simples. Confira:

Higienize o seu nariz diariamente

A higiene nasal remove o excesso de muco provocado por Infecções Agudas das Vias Áreas Superiores (IVAS), rinites e sinusites e dificulta o prolongamento de doenças respiratórias virais e bacterianas nas narinas. Por isso, é imprescindível limpar o nariz diariamente, já que a irrigação salina nasal alivia os sintomas de infeções de vias aéreas superiores, eliminando o excesso de muco, reduzindo a congestão e melhorando a respiração.

Play Video

Realize aspirações nasais sempre que necessário

A aspiração nasal auxilia na drenagem de secreções do nariz, reduzindo em 74% a rinorreia anterior e 80% da posterior, mas nem sempre o processo é simples. A cavidade da narina tem uma arquitetura estreita e complexa, por isso, é importante se certificar da qualidade do aspirador nasal, para que ele não agrida o narizinho do bebê. Para isso, é recomendado que o material seja flexível, em silicone e tenha ponteira nasal macia e de fácil manuseio. Optar por aparelhos que possuam válvula de segurança, como o da marca Rinosoro, impede que o muco chegue até a boca dos papais.  Para dar firmeza na sucção escolha aspiradores que possuam um bocal rígido e anatômico e também peças desmontáveis para facilitar a higienização do aparelho, que deve ser feita em água corrente e, posteriormente, em água quente.

Invista em hábitos que melhorem sua imunidade

A rinorreia é um sintoma causado por alergias e doenças respiratórias, para evitar que ambos os problemas sejam desencadeados é importante manter a casa sempre limpa, as mãos higienizadas, já que são importantes transmissoras de doenças; evitar aglomerações e garantir uma alimentação balanceada com inclusão de nutrientes que melhorem a imunidade, como: vitamina A, C, E, B6 e zinco.

Referências bibliográficas

Chirico G, et al. Nasal congestion in infants and children: a literature review on efficacy and safety of non-pharmacological treatments. Minerva Pediatr. 2014;66(6):549-57.

Compartilhe: